ReThink _ Re_Act _ ReShape || maat x portuguese jewellery


Poster do lançamento da nova parceria ReShape, onde será apresentada a mini-coleção "Home" de Ana Bragança, que estará em exibição e à venda no MAAT || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery

Colar “New Home I”, realizado em prata 925 e K-line envernizado || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery


ReSHAPE é o nome de uma parceira que surge numa altura em que o Mundo deveria priorizar e promover, cada vez mais, novas políticas associadas à Sustentabilidade. Assim, o MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia) e a AORP (Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal) convidaram seis marcas, entre as quais Ana Bragança Jewellery, a criar novas coleções, de caráter disruptivo, onde se incentiva à incorporação de materiais reutilizados e reciclados.

O objectivo é, através da joalharia, relembrar e promover o combate ao desperdício e reinvenção do presente.



Alfinete da nova mini-coleção de Ana Bragança realizado no âmbito da parceria ReShape || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery


Contemporaneidade, Arquitetura e Geometria são três atributos omnipresentes nas coleções de Ana Bragança, arquiteta formada na Faup (Porto) e na Bartlett (Londres), que descobriu em 2012 o universo da Joalheria - a arte que realmente a complementa e à qual a designer se dedica a tempo inteiro desde 2015. No entanto, a arquitetura continua presente no seu trabalho e a minicoleção desenvolvida para a parceria ReShape não foge à regra!




Alfinete “New Home III”, realizado em Prata 925 e K-line envernizado _ 65,0 x 54,0 x 11,0mm || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery


Para tal, Ana Bragança estabeleceu uma parceria com oAtelier Circonflexe, um gabinete de Arquitetura de ex-colegas de trabalho da artista, localizado na Suíça, em Lausanne, formado por duas mulheres pelas quais a joalheira tem um especial apreço por saber que encaram de forma extremamente profissional as questões ligadas à Arquitectura Sustentável, escolhendo cautelosamente e de forma séria tanto os materiais como os métodos construtivos utilizados.




Rosine Lacaze e Marie-Aude Papin: arquitetas do gabinete "Atelier Circonflexe" || Créditos de Imagem: "Atelier Circonflexe" ++++++ Maquete do “Atelier Circonflexe”, que ia ser destruída, e da qual Ana Bragança

utilizou algumas partes para fazer jóias || Créditos de Imagem: Ana Bragança Jewellery


Colar “New Home I”, realizado em prata 925 e K-line envernizado || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery



Às antigas maquetes do gabinete, realizadas em K-line - objectos estes que deixaram de ter utilidade e que iam ser descartados - Ana Bragança juntou umas estruturas realizadas num material nobre, estruturas estas que relembram cortes ou alçados de um projecto de Arquitetura imaginário, onde vivem personagens e/ou árvores feitas em Prata de Lei (925).



Alfinete “New Home IV”, realizado em prata 925 e K-line envernizado || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery






Desta forma, com a mini-coleção New Home, Ana Bragança conseguiu dar um novo uso ao “lixo” do atelier e, de certa forma, conseguiu redefinir a preciosidade de maquetes obsoletas.


A inauguração será realizada no dia 23 de Novembro 2021, no Maat (Avenida Brasília), lugar onde as peças estarão em exibição e à venda ao público.


Alfinete “New Home II”, realizado em Prata 925 e K-line envernizado _ 78,0 x 55,0 x 9,0 mm || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery

Alfinete “New Home II”, realizado em Prata 925 e K-line envernizado _ 78,0 x 55,0 x 9,0 mm || Créditos Imagem: Ana Bragança Jewellery







0 comentário

Posts recentes

Ver tudo